4 de mar de 2011

American Idol Remix

> Essa já e a 10ª edição e eu já estava ficando cansado do mesmo programa que há 10 anos lança dezenas de novos artistas no mercado é dá um enorme gás na indústria fonográfica americana, seja pelo espaço dado a diversos artistas já consolidados que se apresentam para a audiência de mais de 20 milhões por programa, ou para os novos artistas que assinam contratos milionários (ou não) com grandes gravadoras. A questão é que o American Idol, em sua 10ª edição resolveu inovar e inovou muito bem. Por favor, a fórmula do Simon cri cri, da Paula burra e sem noção e do Randy pouco carismático e ofuscado pelos outros dois cansou e precisava de uma reformulação. Aí eles colocaram Kara Dioguardi que humilhou Paula ao ponto de ela querer sair da banca e ainda fizeram gracinha colocando uma apresentadora em um grupo de jurados de cantores como Ellen Degeneres. Sim, quem não a adora? Mas daí a pedir pra ela julgar talento musical e competência técnica é demais.


> A repaginada veio com Styven Tyler e seu carisma e talento inegáveis e Jennifer Lopez, sua bunda e seu coração de mãe que deixaram, pelo 10º ano consecutivo, Randy como coadjuvante na banca. Resultado final? Eles reconquistaram um antigo admirador do programa que tinha se entediado com um programa que valorizava muito a técnica e a excentricidade dos candidatos, escolhendo ídolos pouco ou nada mercadológicos. Por favor gente, se alguém espera que do Idol saia o próximo John Lennon ou um projeto de Etta James por favor, mudem de canal. O American Idol é sim uma fábrica de talentos e de cantores mas, acima de tudo, o programa é uma preparação para um artista completo de talento em voz, performance, musicalidade, emoção e principalmente ATITUDE. 

> O fato de que hoje em dia só restam 2 vencedores de fato relevantes no mercado americano (Kelly Clarkson e Carrie Underwood) mostra que nem sempre o objetivo do programa foi alcançado e além disso fica claro que mesmo que você tenha tudo, não há formula certa para o sucesso. Nesse ano eu estou colocando fé nesse novo corpo de jurados para perceber o que DE FATO o programa precisa e qual o tipo vencedor que deve sair dali. Eu não quero mais vencedores como o Kris Allen ou o Taylor Hicks e 2º colocados como a Crystal Bowersox e o Blake Lewis. Please America! Quanto aos candidatos desse ano, eu já tenho meus favoritos:


> Lauren tem só 16 anos e, além de linda e carismática canta muuuuito bem. Ela é a queridinha de Styven Tyler e no dia da audição dela ele soltou a previsão de que acha que ela ganhará o programa. Vamos ver no que dá né? Ela de fato tem um pouco de Clarkson mas tem seu pé também na música country então versatilidade é o que não falta. Go Lauren! James é pai, é casado, é um talento em cima do palco e... tem síndrome de tique nervoso. Isso mesmo! É meio bizarrinho um ídolo com tiques nervosos mas a voz super poderosa compensa. James tem estilo voz e estilo de Adam Lambert mas pode ganhar esse competição por não ter a desvantagem que Adam tinha em 2009: a sexualidade. Se eu vir uma final entre esses dois, tô com a vida ganha e motivação suficiente pra assistir várias outras temporadas. Que venham os próximos episódios \o/


Nenhum comentário: